Qualificações para os Magistrados Civis

[Por: Heinrich Bullinger]

“…Moisés, em Deuteronômio, disse ao povo: “Tomai-vos homens sábios e entendidos, experimentados entre as vossas tribos, para que os ponha por chefes sobre vós”. (Deuteronômio  1.13) Aqui o sábio Moisés exige três coisas naqueles que serão escolhidos para serem magistrados na nação. Primeiro, diz ele, que sejam sábios. Portanto, que sejam ordenados como magistrados aqueles que são amigos de Deus e da verdadeira religião; que sejam sábios e não tolos idiotas. Segundo, precisam ser homens entendidos; isto é, homens que têm experiência, que por com muito exercício cuidando das coisas, possuem a capacidade de lidar com todos os casos em concordância com a Lei. Além disso, precisam ser homens experimentados, cuja vida e reta conduta são, por suas obras, perfeitamente provadas e suficientemente testemunhadas pelo povo. E, por último, precisam ser de tal forma que transmitem autoridade e não desprezados como malandros e cafajestes vis.”…
___________________________________________________________________
Heinrich BullingerFifty godly and learned sermons divided into the five decades containing the chief and principal points of Christian religion, ed. Thomas Harding (1849-52 Parker edn; 4 vols, Grand Rapids, 2004), i, 319-21.
Tradução: Frank Brito
Bibliografia original – AQUI