Medita essas coisas

[Por: Richard Baxter]

EM QUE MEDITAR

Considere que Ele é todo-poderoso, e que não há resistência ou oposição que possa sobrepor-se a Ele. Em um piscar de olhos, Ele pode arrancar tua alma culpada do teu corpo, e lançá-la aonde o pecado se sente mais à vontade. Uma palavra de sua boca pode colocar o mundo inteiro contra  ti, bem como a tua própria consci6encia. Um franzir de sua face pode te atirar no inferno; e se Ele for teu inimigo, não importa quem seja teu amigo, pois o mundo inteiro não pode te salvar se Ele te condenar. São abençoados aqueles que Deus abençoa, e são realmente amaldiçoados aqueles que Ele amaldiçoa. Ele é desde a eternidade, mas tu és, por assim dizer, desde ontem. A tua existência procede dEle; a tua vida está sempre na Sua mão; tu não podes viver uma hora sem o Senhor, não podes respirar sem Ele, nem pensar um pensamento sem Ele, nem falar uma palavra sem Ele, nem mover um pé ou uma mão sem Ele. Ser-te-ia mais possível viver sem pão, bebida, fogo, ar, terra, ou água, do que sem Deus. Todo o mundo é, diante dEle, apenas como uma gota de um balde, ou como um grão de poeira comparado com o peso de toda a terra. Se tu pelo menos circundasses este mundo visível, e contemplasses todas as nações, sua maravilhas, as grandes profundidades dos imensos oceanos, e a abundância de criaturas que existem, oh, que pensamentos não terias de Deus! E se te fosse possível ir além das estrelas, e ver o sol em toda a sua glória, ver a forma e curso de suas órbitas, ver os abençoados anjos, e todos os habitantes do mundo espiritual, então, oh, que pensamentos sobre Deus não conceberias! Oh, mas se te fosse possível ver a Sua glória, ou ver Suas costas, como viu Moisés, ou vê-lO em Cristo, o Redentor agora glorificado, que apreensões não terias dEle? Como, então, abominarias o pecado, e como aborrecerias a vida mais deleitável que a sensualidade pudesse te proporcionar! Então tu compreenderias rapidamente que não há amor suficiente grande, nem louvores suficientemente elevados, nem culto suficientemente bom ou puro para tal Deus. Então tu logo compreenderias, que este não é Deus para ser negligenciado nem gracejado, nem resistido ou provocado, quebrando- se propositalmente as Suas leis.
___________________________________________________________________
Richard Baxter – Directions and Persuasions to a Sound Conversion – p.33