Só o amor de Cristo pode nos sustentar

[Por: Robert Murray M’Cheyne]

“…Se o amor de Cristo para conosco foi o meio usado pelo Espírito Santo no princípio para nos atrair ao serviço de Cristo, é também pelo mesmo meio que Ele nos leva a perseverar até o fim. Assim, se de vez em quando passa por tempos de frieza e indiferença e começa a ficar cansado, ou retarda-se no serviço de Deus, veja bem, aqui está o remédio! Olhe novamente para o Salvador ensanguentado. Esse sol da justiça é o grande pólo magnético ao redor do qual todos os Seus santos se movem rapidamente e em suave e harmoniosa união, “não sem canção”. Enquanto o olhar do crente está fixado em Seu amor, seu caminho é livre e desimpedido, pois aquele amor sempre constrange. Mas, se desviar o olhar de fé, o caminho se torna impraticável e a vida de santidade um cansaço. Portanto, quem quiser viver uma vida de santidade perseverante, deve manter seus olhos fixos no Salvador. Enquanto Pedro olhou somente para o Salvador, andou sobre o mar em segurança, indo para Jesus, porém, quando olhou em redor e viu o vento impetuoso teve medo, e começando a afundar gritou: “Senhor, salva-me!” Assim será também com você. Enquanto olhar com fé para o Salvador que o amou e deu-se a si mesmo em seu lugar, poderá singrar as águas do oceano tumultuoso da vida, e as plantas de seus pés não ficarão molhadas. Contudo, ao olhar em volta você verá os ventos e as ondas que se ameaçam de todo lado, e então como Pedro, começará a afundar e gritar: “Senhor,salva-me! “Quão justamente, então, podemos dirigir a você a repreensão do Salvador a Pedro: “Ó homem de pouca fé, porque duvidaste? “Olhe novamente para o amor do Salvador e contemple aquele amor que constrange a não viver mais para si mesmo, mas para Aquele que morreu e ressurgiu por você.”…
___________________________________________________________________
Robert Murray M’Cheyne – O amor de Cristo, p.20-21 – PES
Fonte: Bruno E Jucy Dias (Facebook)
Outras obras AQUI.