Deus Cria o Mal?

[Por João Calvino]

Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.” [Isaías 45:7]

“…Fazer a Paz e criar o Mal. Pelas palavras ‘Luz‘ e ‘Trevas‘ ele descreve metaforicamente não somente a paz e a guerra; mas eventos adversos ou prósperos de qualquer tipo; e ele estende a palavra paz, de acordo com o costume dos escritores hebreus, para todo tipo de sucesso e prosperidade. Isto é feito abundantemente claro pelo contraste; porque ele contrasta ‘Paz‘ não apenas com guerra, mas com eventos adversos de todo tipo. Fanáticos torturam esta palavra, ‘Mal‘, como se Deus fosse o autor do mal, ou seja, do pecado; mas é bastante óbvio quão ridiculamente eles abusam desta passagem do Profeta. Isto é suficientemente explicado pelo contraste, as partes do qual devem concordar umas com as outras; porque ele contrasta ‘Paz‘ com ‘Mal‘, ou seja, com aflições, guerras e outras ocorrências adversas. Se ele tivesse contrastado ‘retidão‘ com ‘mal‘, seria um tanto plausível este raciocínio, mas o que há é um contraste claro de coisas que são opostas umas as outras. Consequentemente, não devemos rejeitar a distinção ordinária, de que Deus é o autor do ‘Mal‘ da pena, mas não do ‘Mal‘ da culpa.”…
___________________________________________________________________
João CalvinoComentário em Isaías 45:7
Fonte: Afeições Puritanas