O Pacto de Obras

[Por: Herman Witsius]

“…Mas eu reputo como muito mais perigosas as opiniões de alguns homens, muito eruditos em relação a outras coisas, que negam que um pacto das obras tenha sido feito com Adão; e, de forma rara, admitem que a morte com a qual ele foi ameaçado, em caso de pecado, deve ser entendida como morte física; e negam que as bênçãos espirituais e celestiais, como as que agora obtemos através de Cristo, foram prometidas a Adão sob a condição de perfeita obediência: e por uma distinção antiquada dividem os sofrimentos de Cristo em penosos e judiciários, afirmando que, apenas os últimos, ou como eles algumas vezes expressam suavemente, foram principalmente satisfatórios: excluindo por esse meio suas angústias no jardim, a sentença dada pelo concílio judaico e pelo governador romano, as chicotadas com as quais seu corpo foi ferido, seu ser pregado na cruz maldita, e, por fim, sua morte em si mesma.”…
___________________________________________________________________
Herman Witsius – The Economy of The Covenants Between God and Man – Vol. 1. Grand Rapids, MI: Reformation Heritage Books, 2010. p. 20
Tradução – Alan Rennê Alexandrino Lima
Fonte – Cristão Reformado
Outras obras – AQUI.