Fortalecei-vos no Senhor, e na força do seu poder

[Por: Arthur Pink]

No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.” [Efésios 6:10]

No demais, irmãos meus”, após todos os deveres Cristãos, que eu estabeleci diante de vocês no versículo anterior, agora “fortalecei-vos no Senhor, e na força do seu poder”. A palavra “fortalecei-vos” significa reunir forças para o conflito, e fortalecei-vos “na força do Senhor” significa que devemos buscar esta força a partir da única fonte de onde podemos obtê-la. Observem cuidadosamente que não é “fortalecei-vos do Senhor”, nem é “sejam fortalecidos pelo Senhor”. Não, é “fortalecei-vos no Senhor”. Talvez vocês percebam a ideia se eu utilizar esta analogia: assim como um polegar que é amputado é inútil, e assim como um ramo cortado da videira, murcha; desta forma, um cristão cuja comunhão com o Senhor foi rompida, está em uma condição fraca, infrutífera, inútil. Assim, “fortalecei-vos no Senhor” significa, antes de tudo, buscar com que você mantenha um vivo relacionamento prático e permaneça em constante comunhão com o Senhor. Assim como meu braço deve ser uma parte, um membro em meu corpo, se ele deve ser vitalizado e equipado para executar suas funções, desta forma eu devo estar em real ligação com o Senhor, em comunhão diária com Ele, em vivo contato, não em teoria, mas em experiência real. É profundamente importante que, antes de prosseguirmos, compreendamos a exortação encontrada no versículo 10; caso contrário, não haverá força para o conflito. “Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder”. À primeira vista, parece haver uma repetição desnecessária ali; mas não é assim. Um soldado precisa não somente de força corporal para que suporte as suas armas pesadas, para o esforço de longas marchas, e para aquela luta real, mas ele também precisa de coragem; um gigante poderoso que é um covarde não seria nenhum tipo de soldado. As duas coisas principais que são necessários para alguém envolvido em combates são a força e a coragem, ou vitalidade e um coração valente; e é isso que está em vista no versículo 10 – a última proposição expressa a ideia de ousadia. “Fortalecei-vos”: na fé, na esperança, na sabedoria, na paciência, na fortaleza, em toda graça Cristã. Ser forte na graça é ser fraco no pecado. É extremamente essencial lembrar que precisamos ter a nossa força e coragem renovada diariamente. Ser forte no Senhor, buscar a Sua força, no início de cada dia – “os que esperam no Senhor renovarão as forças” (Isaías 40:31). Deus não transmite força para que nós armazenemos: Ele não me concederá força na segunda-feira de manhã para perdurar por uma semana. Não, tem que haver a renovação de nossa força, e a força deve ser proveniente do Senhor, por meio dos atos de fé, apropriando-se de Sua “plenitude”.Os inimigos que temos que enfrentar não podem ser superados pela sabedoria humana e poder. A não ser que prossigamos adiante para o conflito olhando continuamente para Cristo por todos os suprimentos de graça necessários, derivando toda a nossa vitalidade dEle, temos a certeza de ser derrotados.”…
___________________________________________________________________
Arthur Pink – A Armadura do Cristão
Fonte/tradução – O Estandarte de Cristo