A Livre Oferta do Evangelho nos padrões de Westminster

“III. O homem, tendo-se tornado pela sua queda incapaz de viver por esse pacto, o Senhor agradou-se de fazer um segundo pacto (Gl 3:21; Rm 8:3; Rm 3:20,21; Gn 3:15; Is 42:6), geralmente chamado de pacto da graça no qual Ele livremente oferece aos pecadores a vida e a salvação por Jesus Cristo, exigindo deles a fé Nele para que sejam salvos (Mc 16:15,16; Jo 3:16; Rm 10:6,9; Gl 3:11); e prometendo dar a todos os que estão ordenados para a vida o Seu Santo Espírito, para dispô-los a crer (Ez 36:26,27; Jo 6:44,45).”
Confissão de Fé de Westiminster – Capítulo VII – Do Pacto de Deus com o homem

___________________________________________________________________

“32. Como a graça de Deus é manifestada no segundo pacto?

A graça de Deus é manifestada no segundo pacto em Ele livremente prover e oferecer aos pecadores um Mediador (Gn 3:15; Is 42:6; Jo 6:27) e a vida e a salvação por Ele (1 Jo 5:11-12); exigindo a fé como condição de interessá-los nEle (Jo 3:16; Jo 1:12), promete e dá o Espírito Santo (Pv 1:23) a todos os seus eleitos, para neles operar essa fé (2 Co 4:13), com todas as mais graças salvadoras (Gl 5:22-23), e para os habilitar a praticar toda a santa obediência (Ez 36:27), como evidência da sinceridade da sua fé (Tg 2:18, 22) e gratidão para com Deus (2 Co 5:14-15) e como o caminho que Deus lhes designou para a salvação (Ef 2:18).”
Catecismo Maior de Westminster – Pergunta 32

___________________________________________________________________

“63. Quais são os privilégios da Igreja visível?

A Igreja visível tem o privilégio de estar sob o cuidado e governo especial de Deus (Is 9:5-6; 1 Tm 4:10); de ser protegida e preservada em todos os tempos, não obstante a oposição de todos os inimigos (Sl 115:1-2, 9; Is 31:4, 5 Zc 12:2, 3, 4, 8, 9); e de gozar da comunhão dos santos, dos meios ordinários de salvação (At 2:39, 42) e das ofertas da graça por Cristo a todos os membros dela, no ministério do Evangelho, testificando que todo o que crer nEle será salvo (Sl 147:19,20; Rm 9:4; Ef 4:11, 12; Mc 16:15, 16), não excluindo a ninguém que queira vir a Ele (Jo 6:37).”
Catecismo Maior de Westminster – Pergunta 63

___________________________________________________________________

“68. Os eleitos são os únicos eficazmente chamados?

Todos os eleitos, e somente eles, são eficazmente chamados (At 13:48); ainda que outros o possam ser, e multas vezes são exteriormente chamados pelo ministério da palavra (Mt 22:14) e tenham algumas operações comuns do Espírito (Mt 7:22; Hb 6:4-6), contudo, pela sua negligência e desprezo voluntário da graça que é oferecida, são justamente deixados na sua incredulidade e nunca vêm sinceramente a Jesus Cristo (Jo 12:38-40; At 28:25-27; Jo 6:64, 65; Sl 81:11, 12).”
Catecismo Maior de Westminster – Pergunta 68

___________________________________________________________________

“31. Que é vocação eficaz?

Vocação eficaz é a obra do Espírito Santo, pela qual, convencendo-nos do nosso pecado, e da nossa miséria, iluminando nossos entendimentos pelo conhecimento de Cristo (At 26:18; 1Co 2:10; 2 Co 4:6; Ef 1:17-18), e renovando a nossa vontade (Dt 30:6; Ez 36:26-27; Jo 3:5; Tt 3:5), nos persuade e habilita a abraçar Jesus Cristo (Jo 6:44-45; At 16:14), que nos é oferecido de graça no Evangelho (Is 45:22; Mt 11:28-30; Ap 22:17).”
Catecismo Menor de Westminster – Pergunta 31

___________________________________________________________________

“86. O que a é fé em Jesus Cristo?

Fé em Jesus Cristo é uma graça salvadora (Ef 2:8-9; Cf. Rm 4:16), pela qual o recebemos e confiamos só nEle para a salvação, como Ele nos é oferecido no Evangelho (Jo 20:30-31; Gl. 2:15-16; Fl 3:3-11).”
Catecismo Menor de Westminster – Pergunta 86

___________________________________________________________________

Da Oração Pública antes do Sermão

“…sim, não só desprezando as riquezas da bondade, paciência e longanimidade de Deus, mas colocando-nos contra muitos convites e ofertas de graça no Evangelho, não procurando como devemos receber Cristo em nosso coração pela fé, ou viver dignos dele em nossa vida.”…
Diretório de Culto de Westminster

___________________________________________________________________