O bom exemplo do Maligno

[Por: Joseph Caryl]

Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;” (1Pedro 5.8).
“…Se Satanás é tão diligente em tentar-nos, deveríamos ser sempre igualmente diligentes em vigiar para impedir as suas tentações. O Sr. Latimer, num dos seus sermões, no qual censura a preguiça do clero, especialmente a dos bispos daqueles dias, propõe-lhes o exemplo dos profetas e dos apóstolos, além do exemplo do próprio Cristo, cuja diligência em pregar deveria estimular àqueles preguiçosos. Mas, disse-lhes, se não quiserem seguir o exemplo dos santos, sigam o de Satanás, que anda sem cessar para cá e para lá na diocese dele. Considerem o seu exemplo em fazer o mal, para que saibam como fazer o bem. Neste ponto, podemos levar em conta o exemplo do Maligno: devemos nos dispor a fazer o bem, do mesmo modo que ele se dispõe a fazer o mal; devemos estar alertas contra ele, assim como ele está contra nós. Se ele se  ocupa em andar pelo mundo a fim de devorar almas, então, aonde andarmos no mundo, seja aqui ou acolá, devemos guardar cuidadosamente a nossa alma e ganhar a alma dos outros.”…
___________________________________________________________________
Joseph Caryl – Bible Thoughts, Ingram Cobbin (org.), Soli Deo Gloria Publications, 1995 (reimp.)
Tradutor: Marcos Vasconcelos
Fonte: Mens Reformata ORIGINAL