Catecismo Maior de Westminster – 1º Mandamento

Pergunta 103: Qual é o primeiro mandamento?
Resposta: O primeiro mandamento é: “Não terás outros deuses diante de mim.” (Ex 20:3)”
_____________________________________

Pergunta 104: Quais são os deveres exigidos no primeiro mandamento?
Resposta: Os deveres exigidos no primeiro mandamento são o conhecimento e o reconhecimento de Deus como único e verdadeiro Deus, e nosso Deus (1 Cr 28:9; Dt 26:17; Is 43:10; Jr 14:22). Como também, adorá-lO e glorificá-lO como tal (Sl 95:6-7; Mt 4:10; Sl 29:2), mediante o pensar (Ml 3:16) e o meditar nEle (Sl 63:6). Lembrar-se dEle (Ec 12:1); tendo-O em alta conta (Sl 71:19); honrando-O (Ml 1:6), adorando-O (Is 45:23), preferindo-O (Js 24:15,22), amando-O (Dt 6:5), desejando-O (Sl 73:25) e temendo-O (Is 8:13). Crendo nEle (Ex 14:31), confiando (Is 26:4), esperando (Sl 130:7), deleitando (Sl 37:4) e regozijando-se nEle (Sl 32:11). Sendo zeloso por Ele (Rm 12:11 comparado com Nm 25:11); clamando por Ele; dando-Lhe todo louvor e graças (Fl 4:6) e prestando-Lhe toda obediência e submissão com todo o ser (Jr 7:23; Tg 4:7); sendo cuidadoso em agradá-lO em todas as coisas (1 Jo 3:22) e entristecendo-se por ofendê-lO em algo (Jr 31:18; Sl 119:136); caminhando humildemente com Ele (Mq 6:8).
_____________________________________

Pergunta 105: Quais são os pecados proibidos no primeiro mandamento?
Resposta: Os pecados proibidos no primeiro mandamento são o ateísmo: negar ou não ter um Deus (Sl 14:1; Ef 2:12). A idolatria: ter ou adorar mais do que um Deus, ou qualquer outro associado com o verdadeiro Deus ou em lugar dEle (Jr 2:27-28; 1 Ts 1:9). Não tê-lO e não confessá-lO como Deus, e nosso Deus (Sl 81:11). A omissão ou negligência de qualquer coisa devida a Ele, exigida neste mandamento (Is 43:2,22-23). A ignorância (Jr 4:22; Os 4:1-6), o esquecimento (Jr 2:32), os falsos conceitos (At 17:23,29), as falsas opiniões (Is 40:18), os pensamentos indignos e ímpios sobre Ele (Sl 50:21). As pesquisas ousadas e curiosas dos Seus segredos (Dt 29:29). Toda a profanidade (Tt 1:16; Hb 12:16), ódio de Deus (Rm 1:30), amor próprio (2 Tm 3:2), egoísmo (Fl 2:21), e todas as outras disposições desordenadas e imoderada da nossa mente, vontade ou afeição por outras coisas, defraudando Deus, em tudo ou em parte (1 Jo 2:15-16; 1 Sm 2:29; Cl 3:2,5). A vã credulidade (1 Jo 4:1), a incredulidade (Hb 3:12), a heresia (Gl 5:20; Tt 3:10), as crenças errôneas (At 26:9), a desconfiança (Sl 78:22), o desespero (Gn 4:13). A incorregibilidade (Jr 5:3) e a insensibilidade sob os juízos de Deus (Is 42:25). A dureza de coração (Rm 2:5); a soberba (Jr 13:15); a presunção (Sl 19:13); a segurança carnal (Sf 1:12); o tentar a Deus (Mt 4:7); o uso de meios ilícitos (Rm 3:8), e a confiança nos meios lícitos (Jr 17:5); os deleites e gozos carnais (2 Tm 3:4); um zelo corrupto, cego e indiscreto (Gl 4:17; Jo 16:2; Rm 10:2; Lc 9:54-55); a mornidão (Ap 3:16), e o amortecimento nas coisas de Deus (Ap 3:1), alienando-se e apostatando-se de Deus (Ez 14:5; Is 1:4-5). O orar ou prestar qualquer culto religioso a santos, anjos ou quaisquer outras criaturas (Rm 10:13-14; Os 4:12; At 10:25-26; Ap 19:10; Mt 4:10; Cl 2:18; Rm 1:25). Todos os pactos e consultorias com o diabo (Lv 20:6; 1 Sm 28:7,11 comparado com 1 Cr 10:13-14) e dar ouvidos às suas sugestões (At 5:3). Fazer dos homens senhores da nossa fé e consciência (2 Co 1:24; Mt 23:9). Desdenhar e desprezar a Deus e Seus mandamentos (Dt 32:15; 2 Sm 12:9; Pv 13:13), resistir e entristecer o Seu Espírito (At 7:51; Ef 4:30). O descontentamento e impaciência com as Suas dispensações, acusando-O insensatamente pelos males com que Ele nos aflige (Sl 73:2-3,13-15,22; Jó 1:22), atribuindo o louvor de qualquer bem que sejamos, tenhamos ou façamos à sorte (1 Sm 6:7-9), aos ídolos (Dn 5:23), a nós mesmos (Dt 8:17; Dn 4:30), ou a qualquer outra criatura (Hc 1:16).
_____________________________________

Pergunta 106: O que nos é, especialmente ensinado, pelas palavras “diante de mim”, no primeiro mandamento?
Resposta: As palavras “diante de mim” ou diante da minha face, no primeiro mandamento, ensinam-nos que Deus, que vê todas as coisas, observa especialmente e é muito ofendido com o pecado de ter-se qualquer outro deus. De maneira que elas podem ser um argumento para nos dissuadir deste pecado e de agravá-lo como uma provocação mui insolente (Ez 8:5-até o final; Sl 44:20-21); assim como, para persuadir-nos a fazer como diante de Seus olhos, tudo o que fazemos no Seu serviço (1 Cr 28:29).”