Salvação é por meio da Fé

[Por: Robert Murray M’Cheyne]

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus” (Efésios 2:8)

“…Quando David Brainerd estava sob convicção de pecado, a corrupção, existente no seu coração foi terrivelmente incomodada pelo fato de que a única condição para a salvação era a fé.

Deste mesmo texto, ele costumava falar – “Este é um duro discurso, quem pode suportá-lo?” Outra coisa que o mantinha na miséria era que – “eu não descobria o que era fé, ou o que era crer e vir a Cristo. Eu lia os chamados de Cristo aos cansados e sobrecarregados, mas não podia achar o caminho pelo qual eles são dirigidos a Ele“. Esta é uma dificuldade que a maioria dos pecadores inquiridores, sente. É provável que satanás use isto, freqüentemente, como um dardo inflamado, para manter pobres pecadores longe de Cristo. O único modo de saber o que é a fé é experimentando-a. Em uma parte da Palavra, ela é descrita como “conhecimento“: “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” (Jo. 17:3). Um verdadeiro conhecimento de Deus e de Cristo como Seu enviado, é fé salvadora. Eu tenho este conhecimento, ó minha alma? Eu nasci como um potro selvagem. Deus não estava em meus pensamentos. Não queria retê-lO no meu entendimento. Mas Deus se agradou em revelar Seu Filho em mim. Carne e sangue não podiam revelá-lO para mim, a não ser meu Pai que está no céu. Ele me abriu o caminho para salvação, de maneira que eu vi sua sabedoria, excelência e libertação; eu nada podia fazer, a não ser crer, e esta humilde confiança, é aquela fé que é dom de Deus.

Em outra parte das Escrituras, a fé é descrita como descoberta da beleza e excelência de Cristo: “Naquele dia o renovo do SENHOR será cheio de beleza e de glória; e o fruto da terra excelente e formoso para os que escaparem de Israel.” (Is. 4:2). Uma descoberta real da glória do Senhor Jesus Cristo na alma, de forma correta e libertadora, é fé salvadora. O homem natural sabe o que é chegar a conhecer um semblante bonito, e o coração natural imediatamente arder em admiração. Ninguém, a não ser os crentes, sabem o que e descobrir a bonita face de Cristo que é “mais formoso do que os filhos dos homens“(Sl. 45:2), e ter o coração suprido com a alegria e a paz em crer. Já fiz esta descoberta? Eu posso dizer “Ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso” (1Pe. 1:8)? Outrora não via nenhuma beleza em Jesus que me fizesse desejá-lo. Mas Ele saltou montanhas e montes. Ficou ao lado de nossa parede, olhou para dentro pela janela, se mostrou através da grade. Mostrou-me Suas mãos e Seus pés perfurados por pecadores. Mostrou-me que existe lugar sob Sua justiça. Mostrou Seu coração, que é o mesmo ontem, hoje e para sempre; e agora, eu só posso dizer que Ele é para mim belo e glorioso, excelente e gracioso. Se existisse dez mil maneiras diferentes de perdão, eu as ignoraria e correria para Ele. Ele é completamente gracioso. Isto, eu acredito, é fé salvadora, a qual é dom de Deus.”…
___________________________________________________________________
Robert Murray M’Cheyne – Saving Faith the Gift of God
Tradução – Monergismo
Outras obras AQUI.