Lições aos Ministros

[Por: William Perkins]

Se com ele, pois, houver um mensageiro, um intérprete, um entre milhares, para declarar ao homem a sua retidão,” [Jó 23:33]

O texto de Jó 33 continua descrevendo os mensageiros como “um dentre mil” (v.23). Aqui, na segunda parte da descrição, a ênfase é posta sobre a raridade ou escassez de bons ministros. Isto é sublinhado por meio de uma expressão muito pouco comum. Um verdadeiro ministro, alguém que é um genuíno anjo e um verdadeiro intérprete, não é um homem comum ou ordinário. Tais homens são raros nesta terra, um entre muitos — de fato, “um dentre mil“. (…) Logo,

1. Se bons ministros são assim tão escassos, devemos ter grande cuidado para não diminuir seu número. Cada homem deve, portanto, trabalhar em primeiro lugar para tornar-se capaz, e então para desempenhar de forma consciente seu dever, a saber, ser um anjo, entregar fielmente a mensagem de Deus, e ser um verdadeiro intérprete posto entre Deus e seu povo. Se você faz assim, mesmo a despeito do número dos bons ministros ser pequeno, você não irá fazê-lo menor.

2. Se os ministros são poucos em número, então faça tudo o que puder para aumentar esse número. Quanto mais ministros, menor o fardo posto sobre cada ministro individualmente. Assim, que cada ministro em seu ensino e em sua conversação trabalhe de tal modo que honre o seu chamado, a fim de que outros possam ser atraídos a partilhar de seu amor pelo ministério.

3. Os bons ministros são assim tão poucos sobre a terra? Há assim tão poucos deles? Então que os bons e piedosos ministros estendam suas mãos em comunhão [Gl 2:9] e unam-se em amor. Desse modo irão armar-se contra o desprezo e o desdém do mundo.

Aqueles que pertencem a uma família, ou irmandade, ou qualquer tipo de sociedade, sabem que quanto menores forem em número, mais intimamente devem combinar recursos e mais firmemente devem unir-se contra uma força externa. Os ministros de Deus devem fazer do mesmo modo, porque são muito poucos em número. Se fossem numerosos, haveria menor perigo em dividirem-se. Mas como são poucos, é algo da maior importância para eles evitar divisões, e todas as ocasiões de debate, e darem as mãos contra adversários comuns.
___________________________________________________________________
William Perkins – A Arte de Profetizar (tradução parcial)
Fonte- Monergismo
Tradução – Márcio Santana Sobrinho