Obrigações do Magistrado Civil

[Por:David Dickson]

“…É o dever do Magistrado Civil para tomar como ordem, que todas as blasfêmias e heresias sejam suprimidas, todas as ordenanças de Deus devidamente assentadas, administradas e observadas, e todos os abusos no culto e disciplinas sejam reformadas, todos os idólatras, opositores e outros dissidentes obstinados, sejam obrigados e forçados a parar de ensinar os seus princípios e opiniões, para conformar com o verdadeiro culto e serviço de Deus de acordo com a sua Lei? Sim (Isaías 49:23; 2 Crônicas 15:.. 12-13, 34:33; 2 Reis 18: 4, 23: 1-26; Esdras 7:23, 25-28; Levítico 24:16).

Bem, então, não erram os Quakers e outros sectários, quando julgam como anti-cristão, junto com a Igreja de Roma, que o Supremo Magistrado Civil, com a assistência da Igreja e sua censura, e pelo seu poder coercitivo, venha a forçar e obrigar todos os seus súditos a uma Reforma da Religião, que esteja em conformidade com a verdadeira adoração, sã doutrina e disciplina da Igreja? Sim.

Por quais razões são refutados?

Primeiro : porque, é anunciado pelo Profeta Isaías que nos dias do Evangelho, reis serão como pais, e rainhas como mães, cuidadosos para a Igreja de Deus (Isaías 49:23).

Segundo : porque Artaxerxes, que era apenas um rei pagão, foi muito cuidadoso em fazer um decreto de que tudo o que foi ordenado pelo Deus do céu deve ser feito diligentemente para a casa do Deus do céu, e que julgamento civil deveria ser realizado rapidamente contra todo aquele que não obedecer à lei de Deus e o rei, seja por morte, banimento, confiscação de bens, ou prisão, para o qual, pela misericórdia singular, Esdras louvou ao Senhor Deus de seus pais, por ter colocado uma coisa dessas no coração do rei (Esdras 7:23, 25-28) […]”
___________________________________________________________________
David Dickson – Thuth’s Victory Over The Error, A commentary on the Westminster Confession of Faith , (Chapter XXIII: Of the Civil Magistrate: Question II)
Tradução: Lucas Macedo
Outras obras AQUI