10.000 não votarão

[Por: Fleming M. Foster]

A atitude dos Covenanters em relação a Constituição Americana.

Rejeite o princípio de que a Suprema Autoridade vem do povo.

“Você tem que fazer uma escolha entre o Rei Jesus e a Constituição dos Estados Unidos, e você escolhe o Rei Jesus.”

Foi assim que o Rev. Fleming M. Foster, pastor da Terceira Igreja Presbiteriana Reformada, na rua West Twenty-third, 238, se dirigiu a sua congregação no culto de ontem à tarde. Os Presbiterianos Reformados, também conhecidos como Covenanters, cujo número é de 600 em Nova Yorque e 10.000 nos Estados Unidos, não votarão na próxima eleição por não poderem, de acordo com sua consciência, se submeterem a Constituição dos Estados Unidos. O pastor da Terceira Igreja explicou em seu sermão de ontem porque os Covenanters não poderiam apoiar a Constituição, e, consequentemente, não votarão em Novembro.

“Não é por falta de interesse no governo que os Covenanters negam o uso da cédula [de votação],” ele disse. “Nem é por causa do que é ou do que não é na plataforma dos partidos. Os Democratas que não estão satisfeitos com a plataforma de seu partido poderão deixá-lo, e, da mesma forma, os Republicanos. Mas o Covenanter tem uma contenção com a Constituição da Nação – a grande plataforma adotada por todas as pessoas como a base do governo; e, por causa da consciência é forçado a negar a si mesmo o direito de votar sob ela. Rejeitamos o principio fundamental sobre o qual a Constituição repousa, a saber, que ‘nós, o povo’ reivindicamos ser a fonte de autoridade. Isto é rejeitado como falso e danoso quando aplicado.”…
___________________________________________________________________
Fleming M. Foster–  10,000 WILL NOT VOTE; The Covenanters’ Attitude Toward the American Constitution. Reject the Principle that Supreme Authority Comes from the People
Tradução: Joelson Galvão Pinheiro
Fonte: The New York Times