O Papado e a Falsa Religião

[Por: John Owen]

“…Assim eles levaram a religião cristã às Índias, especialmente às partes ocidentais do mundo assim chamadas. Primeiro o papa, da plenitude de seu poder, deu aos espanhóis todos esses países e seus habitantes para que fossem feitos cristãos. Mas Cristo não tratou assim com seus apóstolos, embora fosse Senhor de todos, quando os enviou a ensinar e batizar todas as nações. Não as desapossou de seus direitos ou felicidade temporais nem deu aos apóstolos um palmo de pé de herança entre elas. Mas com essa concessão os católicos espanhóis propagaram a fé e trouxeram a religião para esses povos. E o fizeram matando e assassinando muitos milhões de inocentes, como alguns deles dizem, mais do que os vivos na Europa em toda uma geração. E essa crueldade selvagem fez o nome dos cristãos detestáveis entre todos os remanescentes, mesmo os de mínima inteligência. Apenas alguns poucos embrutecidos foram forçados a se submeter a esse novo tipo de idolatria. […] Mas o sangue, assassinato e guerra injusta (como são todas as guerras para propagação da religião), com a perseguição, começaram com Caim, que os derivou do diabo, esse “assassino desde o princípio”, pois era “do maligno e matou seu irmão”. Jesus Cristo, o Filho de Deus, foi manifestado para “destruir as obras do diabo”. E ele o faz neste mundo por sua palavra e doutrina, julgando-as e condenando-as. E o faz em seus discípulos, por seu Espírito, extirpando-as de seus corações, mentes e caminhos. De modo que não há um indicativo mais seguro de que alguém procede do diabo do que a força e sangue que se usam para propagar a religião.“…
___________________________________________________________________
John Owen – The chamber of imagery in the church of Rome laid open – The Sermons of John Owen
Tradução: Tiago cunha