A Graça de Deus!

[Por: Thomas Brooks]

“…Depois que a alma passou por longo período sob culpa e ira, esteve por muito tempo sob o sobrecenho carregado e o desprazer de Deus, e teve as portas do céu barradas para ela; naqueles períodos em que a alma assim afligida diz: certamente não há esperança para mim, não posso esperar socorro, certamente vou perder Deus, Cristo e o céu para sempre, Deus vem, comunica paz a essa alma, e então diz: ‘Eu, eu mesmo, sou o que apaga as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro‘ (Is 43:25). Presta atenção, alma, presta atenção, diz Cristo: ‘Os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos‘ (Is 55:8-9). Meus pensamentos a teu respeito são pensamentos de paz e de amor. Atenção, alma! Eis aqui misericórdia para te perdoar, e graça para te ornamentar; eis aqui justiça para te justificar; eis aqui colírio para aclarar teus olhos, ouro para te enriquecer, traje para te vestir, bálsamo para te curar, pão para te nutrir, vinho por cima das escórias para te alegrar, felicidade para te coroar, e o meu próprio ser para te satisfazer.”…
___________________________________________________________________
Thomas Brooks – Céu na Terra : Um Tratado sobre a Certeza Cristã. São Paulo: PES, 2014. pp. 65-66.
Fonte –  Rev. Alan Rennê (Facebook)