O Zelo na Criação dos Filhos

[Por: João Crisóstomo]

“…Cada um, pois, de nós, pais e mães, pela maneira que vemos como os pintores e escultores trabalham tão esmeradamente seus quadros e estátuas, assim devemos cuidar destas maravilhosas esculturas, que são os filhos. Os pintores, com efeito, pondo-se diante da tela cada dia, a vão pintando convenientemente. E o mesmo fazem os que vão polindo a pedra, ora tirando o supérfluo, ora colocando o que falta. Assim, nem mais nem menos, fazei também vós: estais esculpindo esculturas. Todo vosso tempo há de ser consagrado a preparar para Deus estas maravilhosas estátuas. Cerceai o supérfluo e acrescentai o que falta, e examinai diariamente quais os ganhos que já têm sobre seu natural, a fim de aumentá-los, e que defeitos também lhes vêm da natureza, para corrigi-los.

E, antes de tudo, e com todo rigor, afastai deles todas as palavras de intemperança, pois esta paixão é a que mais prejudica a alma dos jovens. Ou, melhor, antes que o jovem chegue a conhecê-la pela experiência, ensinai-o a ser sóbrio, a vigiar, a velar pela oração […].”…
___________________________________________________________________
João CrisóstomoDa vanglória e da educação do filhos