A Lei nada Justifica

[Por: Martin Lloyde-Jones]

“…É possível concebermos a lei de Deus conforme a encontramos nas Escrituras, mas, ao mesmo tempo, defini-la e interpretá-la de tal modo que a transformemos em algo que possamos observar com extrema facilidade, porque só a estamos obedecendo negativamente. E assim podemos chegar a persuadir-nos de que tudo está indo bem conosco. O apóstolo Paulo, conforme já tivemos ocasião de notar, em resultado desse exato processo de redução, antes de converter-se pensava que vinha cumprindo a lei perfeitamente. O jovem rico julgava que havia cumprido a lei, porquanto, de igual modo, assim fora instruído e cria nessa mesma falsa interpretação. E enquanto você e eu aceitarmos a letra da lei, mas, nos esquecermos do espírito da lei, do seu conteúdo e de seu sentido, poderemos enganar-nos a nós mesmos, persuadindo-nos de que somos considerados perfeitamente justos aos olhos da lei.”…
___________________________________________________________________
Martin Lloyde-Jones – Estudos no Sermão do Monte – Editora Fiel, p. 299
Fonte Emerson Rodrigues