Deus Não Pode ser Descrito por Imagens

[Por: Wilhelmus ‘a Brakel]

“…Em primeiro lugar, ninguém pode fazer imagens de Deus, seja qual for; isto é, do Pai, do Filho, ou do Espírito Santo.

Primeiro, isso é absolutamente proibido neste mandamento e em muitas outras passagens. Considere apenas a seguinte passagem: “a voz das palavras ouvistes; porém, além da voz, não vistes aparência nenhuma […] Guardai, pois, cuidadosamente, a vossa alma, pois aparência nenhuma vistes no dia em que o SENHOR, vosso Deus, vos falou em Horebe, no meio do fogo; para que não vos corrompais e vos façais alguma imagem esculpida na forma de ídolo, semelhança de homem ou de mulher, semelhança de algum animal que há na terra, semelhança de algum volátil que voa pelos céus, semelhança de algum animal que rasteja sobre a terra, semelhança de algum peixe que há nas águas debaixo da terra. Guarda-te não levantes os olhos para os céus e, vendo o sol, a lua e as estrelas, a saber, todo o exército dos céus, sejas seduzido a inclinar-te perante eles e dês culto àqueles, coisas que o SENHOR, teu Deus, repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus” (Dt 4.12,15–19). Quem, então, crendo na Palavra de Deus, seria tão ousado para agir descaradamente de forma tão contrária a isso e, assim, fazer imagens de Deus — uma prática claramente proibida?

Em segundo lugar, Deus não pode ser descrito e, portanto, é a vontade de Deus que tão não ocorra. “Com quem comparareis a Deus? Ou que coisa semelhante confrontareis com ele?” (Is 40.18).

Em terceiro lugar, é altamente desonroso a Deus: “e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem do homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis” (Rm 1.23). Prontamente os papistas imitam isso. Eles retratam Deus, o Pai, com a aparência de um homem, isto é, de um homem velho; Deus, o Filho, na aparência de um quadrúpede, isto é, de um cordeiro; e Deus, o Espírito Santo, na aparência de uma ave, isto é, uma pomba. Portanto, eles desonram a Deus como fazem os pagãos.

Em quarto lugar, isso corrompe o homem. “Guardai, pois, cuidadosamente, a vossa alma […] para que não vos corrompais” (Dt 4.15,16). Isso faz com que o homem pense em Deus — que é um espírito e que deve ser servido no Espírito — em termos físicos.”…
___________________________________________________________________
Wilhelmus ‘a Brakel, “The Christians Reasonable Service” Vol. II, p. 109-110
Tradução: Rev. Alan Rennê
Outros volumes: Volume 1 / Volume 2 / Volume 3 / Volume 4