Uma Realidade sobre Salvação e Santificação

[Por: John Welsh]

“Isso, portanto, produz duas realidades em cada cristão. A primeira é que quando ele olha para o Salvador perfeito, ele tem a paz que excede todo o entendimento. Há um livre acesso ao Salvador, para que o crente vá ao trono da graça quando quiser, para encontrar misericórdia e graça em tempo de necessidade, e ele tem alegria indizível no Senhor Jesus. Mas, a outra realidade é que quando ele olha para si mesmo e vê que ainda está em cadeias, e é levado cativo como um escravo, de maneira que não consegue fazer as coisas que deseja fazer, mas é compelido a fazer as coisas que não quer, isso o faz clamar: “Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo dessa morte?” (Rm 7.24). Então, quando o crente olha para um lado, ou seja, para a sua justificação pela fé no Senhor Jesus, ele tem uma consolação completa. Mas, quando olha para o outro lado, e vê que está diariamente ofendendo o mais gracioso Deus e o mais misericordioso Pai que já existiu, então ele tem tristeza e lamenta em seu coração, e almeja pelo dia de sua partida, para estar com o seu Senhor.”…
___________________________________________________________________
John Welsh Podemos Ter Conforto na Aflição? Ananindeua, PA: Knox Publicações, 2016. p. 7.
Fonte: Rev. Alan Rennê