Testemunhos Históricos da Igreja

[Por: David Steele]

Porque ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e pôs uma lei em Israel, a qual deu aos nossos pais para que a fizessem conhecer a seus filhos;” [Salmos 78:5]

“Uma proporção muito grande da Bíblia é histórica, e toda esta parte das Sagradas Escrituras é um registro dos tratos de Deus com as duas grandes classes da família humana e de suas relações com ele. Por julgamentos – julgamentos desoladores – o Egito, a Assíria, a Babilônia, a Pérsia, a Grécia e Roma aprenderam, sucessivamente, que o Deus de Sião é Jeová. E todas estas coisas foram escritas para o nosso aprendizado, “para que, pela paciência e consolação das escrituras, tenhamos esperança”.

Transfira nossos pensamentos, sugeridos por essa visão superficial, para a Escócia – para aquele chifre tirânico da besta, sob a administração da “casa ensanguentada de Stewart“. Por esse poder despótico, o trabalho da primeira e segunda reforma foi resistido. A luta foi violenta e prolongada: mas, como em todas as competições anteriores, a mão direita de Emanuel e seu braço sagrado conseguiram a vitória. Também aqueles que estavam com ele, sendo chamados e escolhidos e fiéis, venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho. Suas realizações foram coletadas nos formulários de Westminster – os símbolos de sua profissão, adotados pela Igreja da Escócia, e mais incorporados e exibidos em suas solenes alianças. E como o Pacto Nacional é um testemunho permanente contra o papado, assim é a Liga Solene contra a Prelação. Esses atos solenes contêm uma confissão de fé, um protesto contra o erro, um compromisso com o dever e um testemunho contra os males morais na sociedade organizada: uma reforma doutrinária e prática no papel. Eu digo no papel; pois embora alguns tenham seguido o Senhor plenamente, o coração de muitos “não estava correto com Deus, nem permaneciam firmes em seu pacto”. Isso logo apareceu na derrubada da reforma. Na Revolução, os padrões de Westminster não foram alterados; e a Igreja Nacional da Escócia é proprietária destes até os dias de hoje!”
___________________________________________________________________
David SteeleHistorical Testimony
Tradução –  Wesley Dias