Instrumentos Musicais – Uma Sombra da Lei Cerimonial

[Por: João Calvino]

E Davi, e toda a casa de Israel, festejavam perante o Senhor, com toda a sorte de instrumentos de pau de faia, como também com harpas, e com saltérios, e com tamboris, e com pandeiros, e com címbalos. [2 Samuel 6:5]

“…Não seria nada além de mimetismo se seguíssemos David hoje cantando com címbalos, flautas, pandeiros e saltérios. De fato, os papistas estavam seriamente enganados em seu desejo de adorar a Deus com sua inclusão pomposa de órgãos, trombetas, oboés e instrumentos semelhantes. Isso só serviu para divertir as pessoas em sua vaidade e para afastá-las da verdadeira instituição que Deus ordenou.

Em uma palavra, os instrumentos musicais eram da mesma classe que sacrifícios, candelabros, lâmpadas e coisas semelhantes. Aqueles que adotam essa abordagem estão revertendo para uma espécie de judaísmo, como se quisessem misturar a Lei e o Evangelho, e assim enterrar nosso Senhor Jesus Cristo.

Quando nos é dito que David cantou com um instrumento musical, lembremo-nos com cuidado de que não devemos fazer uma regra disso. Pelo contrário, devemos reconhecer hoje que devemos cantar os louvores de Deus em simplicidade, uma vez que as sombras da Lei já passaram, e já que em nosso Senhor Jesus Cristo temos a verdade e a incorporação de todas essas coisas que foram dadas aos antigos. pais no tempo de sua ignorância ou pequenez de fé…”
___________________________________________________________________
João Calvino, Comentários em 2 Samuel 6.
Fonte: Wesley Dias – Facebook