Uma Exortação acerca do Dia do Senhor

[Por: J.C.Ryle]

“…Deixe-me abordar agora um outro ponto que está intimamente ligado a este assunto. jamais permita que qualquer coisa sirva como tentação para torná-lo um transgressor do dia do Senhor. Meu desejo é inculcar isso em sua mente. Conscientize-se em dedicar o domingo inteiramente ao Senhor. Tem aumentado com rapidez assustadora, entre nós, um espírito de descaso por esse dia separado por Deus; e o mesmo tem ocorrido entre os moços. Viagens, visitas e passeios, aos domingos, tornam-se mais comuns a cada ano e têm causado infinitos males para as almas.

Moço, seja zeloso nesse assunto. Quer viva na cidade, quer no campo, tome a firme decisão de não profanar o dia do Senhor. A argumentação plausível sobre a ‘necessidade de descanso para o corpo‘, os exemplos de pessoas ao seu redor, os convites feitos por companheiros com os quais você convive – não permita a nenhuma dessas coisas movê-lo desta regra estabelecida: o dia do Senhor deve ser dado ao Senhor.

Uma vez que você desiste de ser cuidadoso quanto ao domingo, acabará desistindo de cuidar de sua alma. Os passos que levam a essa conclusão são óbvios e naturais. Comece a não honrar o dia do Senhor e também deixará de honrar a casa do Senhor; cesse de honrar a casa do Senhor e em breve deixará de honrar o Livro do Senhor; deixe de honrar o Livro do Senhor e, enfim, não prestará a Deus qualquer honra. Quando alguém estabelece para si mesmo o princípio de não observar o dia do Senhor, eu não me surpreendo ao vê-lo terminar a vida completamente sem Deus. É notável o que disse o Juiz Hale. Ele disse que, enquanto ocupou o tribunal, entre todos os que foram condenados por crime capital, encontrou apenas alguns, ao serem indagados, que não admitiram ter iniciado sua carreira de impiedade por negligenciar o dia do Senhor.

Moço, talvez você precise conviver com pessoas que se esquecem de honrar o dia do Senhor, mas determine, pela graça de Deus, que sempre se lembrará de observá-lo. Honre-o, frequentando regularmente um local onde o evangelho é pregado. Submeta-se a um ministério que seja fiel à Palavra, e uma vez feito isso, nunca deixe o seu lugar vazio nessa igreja. Creia-me que lhe advirá uma bênção especial: ‘Se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra‘ (Is 58:13,14). Uma coisa é bastante certa: os seus sentimentos em relação ao dia do Senhor serão sempre um teste e um indicador de seu preparo para o céu. O dia do Senhor quando observado de forma certa, se torna um antegozo do céu e um pedaço dos prazeres celestiais. O homem que o encara como um fardo e não um privilégio deve estar certo de que seu coração necessita de uma grande transformação.”…
___________________________________________________________________
J.C.Ryle – Uma Palavra aos Moços, São José dos Campos: Editora Fiel, 2002. pp. 65-66