Como Deus Comunica o Seu Amor?

[Por: John Owen]

“…Em segundo lugar, o amor mútuo de Deus e dos santos concordam neste aspecto – que a maneira de comunicar os aspectos e os frutos desses amores é somente em Cristo. O Pai não comunica qualquer aspecto de seu amor para conosco, senão por meio de Cristo; nós não respondemos com amor a ele a não ser por meio de Cristo. Ele é o tesouro no qual o Pai colocou todas as riquezas da sua graça, tomadas de seu amor eterno; Cristo é o sacerdote em cujas mãos colocamos todas as ofertas que devolvemos ao Pai […] O Pai nos ama e ‘nos escolheu nele, antes da fundação do mundo‘ (Ef 1.4); mas, na busca desse amor, ele ‘nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo‘ (Ef 1.3). De seu amor, ele erradia ou derrama o Espírito Santo ricamente sobre nós, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador (Tt 3.6). No derramar de seu amor, nem uma gota cai a não ser por intermédio de Cristo, o Senhor. O óleo da unção foi todo derramado sobre a cabeça de Arão (Sl 133.2), e da cabeça desceu para a gola de suas vestes. O amor é primeiramente derramado sobre Cristo e dele desce como o orvalho do Hermom (Sl 133.3) sobre as almas de seus santos […]. Todos os frutos do amor são necessariamente dados a ele e somente nele são dispensados a nós. De maneira que, embora os santos possam ver, e veem de fato um oceano infinito de amor para com eles no âmago do Pai, mesmo assim não devem procurar sequer uma gota desse amor senão o que vem por Cristo. Ele é o único meio de comunicação. O amor no Pai é como mel na flor – ele tem de estar na colmeia antes de ser colocado para uso. Cristo deve extrair e preparar esse mel para nós. Ele retira a água da fonte por meio da união e da dispensação da plenitude – e nós, pela fé, a retiramos dos poços de salvação que estão nele.”…
___________________________________________________________________
John Owen – Comunhão Com o Deus Trino – Editora Cultura Crista, p. 87-88